COVID-19

5 dicas para evitar depressão e ansiedade, e aumentar a qualidade de vida em tempos de COVID-19

Fundo branco com menino segurando uma espada combatendo o COVID-19

No decorrer de uma pandemia é comum se deparar com sentimentos de preocupação, incerteza, confusão, estresse, e principalmente a falta de controle que você tem com a situação enfrentada. A estimativa pela Fiocruz (2020, p. 2) é que, entre um terço e metade da população que é exposta a pandemia poderá sofrer alguma manifestação psicopatológica, caso intervenções de cuidados específicos não sejam tomadas aos sintomas apresentados. Apesar de tudo, nem todo problema psicológico e social apresentado poderá ser classificado como uma doença. A grande parte será classificada como “reações normais diante de uma situação anormal” (FIOCRUZ, 2020, P. 2). 

As reações mais comuns são: 

  • Medo de adoecer e morrer; 
  • Medo de perder as pessoas que ama; 
  • Medo de não poder realizar seu trabalho por conta do isolamento, ou ser demitido; 
  • Medo de ficar excluído socialmente caso teste positivo para a doença, entre outros. 

Também pode se deparar com sentimentos como: 

  • Impotência diante dos acontecimentos atuais; 
  • Nervosismo; 
  • Angústia; 
  • Tristeza, entre outros. 

 

Para driblar esses medos, e melhorar a qualidade de vida durante o período de isolamento, o time Raeasy (com base em uma matéria da BBC Brasil) separou algumas dicas essenciais para o momento. Anota aí! 

 

Dica 1. Inspecione e separe os melhores meios de informação, controlando também a quantidade do conteúdo. 

O Objetivo é focar em qualidade da informação, não em quantidade. Com a tecnologia atual, em apenas alguns cliques já nos deparamos com várias notícias sobre COVID-19. É um bombardeamento que acontece a todo instante e por todos os lados, mas como saber se as informações apresentadas são de fato verídicas? Em quais canais de comunicação posso confiar?  

A recomendação do time Raeasy é: 

  • Comece restringindo, separe apenas 5 canais de informação; 
  • Dentro desses 5 canais, busque aqueles de alta confiabilidade (sites governamentais, instituições de ensino, blogs de alta referência) a escolha fica a seu critério; 
  • Não passe o dia inteiro recebendo ou pesquisando sobre isso, acesse essas informações uma ou duas vezes no dia. 
  • Por fim vem o ponto mais importante, não compartilhe informações falsas! Pois com a agilidade do mundo virtual, uma notícia falsa pode chegar a milhares de pessoas em questão de poucos minutos. E o compartilhamento das chamadas “fake news” mais atrapalham do que ajudam em um momento como esse. 

 

Dica 2. Solidariedade 

Muitas pessoas estão passando por dificuldades, ou tendo que ficar obrigatoriamente em casa (como o caso dos idosos). Então, em um momento difícil como esse, por que não oferecer ajuda? Um simples gesto de doação a quem precisa ou a substituição de atividade já é valido. Você já deve ter reparado em algumas notícias em que as pessoas mais novas se disponibilizam para realizar compras no mercado, farmácia, entre outros, para as pessoas idosas. Por que não fazer o mesmo com seus avós? Seus vizinhos? 

A questão é que todos precisamos se ajudar. Independentemente da idade, do gênero, da crença, todos precisamos de ajuda, todos precisamos nos unir e combater esse terrível vírus que atualmente ronda nosso país. 

 

Dica 3. Se sinta bem 

Apesar de todas as adversidades encontradas no momento, procure se ocupar e realizar atividades que te deixem relaxado, ocupado, atividades que proporcionem paz e felicidade consigo mesmo. Essa é uma dica recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), e que bate de frente com o que realmente devemos fazer.  

Ao invés de ficar apenas vendo notícias negativas sobre o novo Corona Vírus, comer besteiras e se desanimar cada vez mais, busque se conectar com outras pessoas. Realize as famosas chamadas de vídeo, faça novas amizades, pratique alguma atividade física, coma de forma saudável, aprenda alguma coisa nova. São várias as plataformas que durante o momento de confinamento, liberaram seus cursos para que você possa se especializar de forma gratuita, sem sair de casa. 

Se mantenha ocupado com atividades que te proporcionem sentimentos positivos, e não negativos. 

 

Dica 4. Reconheça as pessoas essenciais nesse momento 

Em lugares como Espanha e Portugal, as pessoas se organizam em horários específicos do dia e vão para as varandas e janelas aplaudirem o trabalho dos profissionais da saúde. Pois eles são peça fundamental nessa pandemia. 

Enquanto estamos em confinamento, ou trabalhando de certa forma longe do perigo, os profissionais da saúde estão na linha de frente dos hospitais. São eles que se expõem diariamente a esse perigoso vírus para poder salvar a vida de outras pessoas.

Devemos ser gratos aos profissionais da saúde, de segurança, e até mesmo as pessoas que trabalham a todo vapor para encontrar uma cura para o COVID-19. Imagine em que número estariam os casos de contaminação e morte se não fossem esses profissionais se empenhando incansavelmente? 

 

Dica 5. Fortaleça o comércio local 

Os micros e pequenos empresários são os mais afetados com a atual crise gerada pelo Corona vírus. Uma simples contribuição em momento como esse são essenciais para os corajosos empreendedores brasileiros.  

Portanto priorize as compras dos pequenos comércios de seu bairro, realize compras online das empresas instaladas em sua região. Lembre-se sempre, todos devemos nos unir e nos ajudar, para juntos derrubar esse vírus e fortalecer as pequenas, médias e grandes empresas do nosso país. 

 

Para conhecer um pouquinho dos nossos produtos, e aumentar a qualidade de vida, acesse: raeasy.com

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =